Buscar
  • Lú Gallottini

MEUS PIORES MOMENTOS COM COVID-19!

No dia 28 de fevereiro, logo cedinho, fui levar minha mãe para a vacinação no Pacaembu. Até ela ser vacinada e retornarmos para casa levamos 4 horas!

Voltamos excessivamente exaustas e fomos descansar, mal sabíamos que estávamos com Covid!

Da noite de domingo para segunda-feira tive uma enorme dor de cabeça e passei a noite em claro, colocando toalha umedecida na testa. No dia seguinte, sentindo-me muito mal, fui a uma farmácia fazer o teste e acusou positivo para Covid.

Desde então isolei-me em meu quarto e um enorme cansaço tomou conta de mim juntamente com outros sintomas: fortes agulhadas no corpo, dor de cabeça, dor nas pernas e quadril, febre por 10 dias, tosse seca, sede excessiva, falta de apetite e muita fraqueza!

A minha condição foi considerada de nível médio e eu nem consigo imaginar uma pessoa com o quadro grave da doença!

Minha mãe teve um quadro levíssimo, porque foi vacinada, mas foi derrubada pelo vírus!

No meu décimo segundo dia, ainda isolada, caí desmaiada dentro da banheira vazia e fui levada para o hospital às pressas. Lá fiz tomografias da cabeça, a qual eu bati, do pulmão que estava 25% comprometido pelo Covid, exame de sangue e tomei soro na veia com ante inflamatório. Não fiquei internada e retornei para casa.

A mídia fala tanto da Covid, que enquanto você não tem os sintomas da doença e assisti as notícias pela TV, não consegue mensurar e nem absorver a tamanha gravidade de tudo isso! Você sabe que o vírus está aí, se protege ao máximo e mesmo assim corre o risco de pegar a doença, como ocorreu comigo e minha mãe.

Após os meus 14 dias de isolamento, o cansaço continua acompanhado de uma leve falta de ar. Ainda não tenho energia para retomar as atividades, mas estou melhorando um pouco a cada dia! Esta fase de repouso é importante para a sua plena recuperação!

Todo o cuidado é pouco! Espero em um futuro próximo, estarmos com a situação sob controle e todos vacinados.


Lú Gallottini.









0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Aulas retornam em outubro com turmas reduzidas.

Eu estou recebendo contato de muitas pessoas interessadas em aprender a arte floral e morrendo de vontade de voltar às minhas atividades! Então decidi retomar as aulas com total precaução contra a Cov

Saudade e desabafo da vida de florista!

Olá pessoal, não está nada fácil ter que aguentar todo esse período de quarentena, sem perspectiva de voltarmos às atividades de forma normal, sem se preocupar com máscaras, álcool gel, luvas, finança